Livros e seus autores

O lançamento dos novos títulos no Intercom 2019 reuniu congressistas e autores de livros no Espaço de Credenciamento

Nessa quinta-feira, 5 de setembro, no Espaço de Credenciamento do 42° Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom 2019), na Universidade Federal do Pará (UFPA), ocorreu o XIV Encontro com Autores-Editores de Publicações Recentes em Comunicação (Publicom 2019), espaço destinado a exposição de livros de comunicação dentro do Congresso. O evento contou com participações de renomados professores e autores da área.

Foram lançado, ao total, 54 novos títulos. Dentre os lançamentos, estiveram livros impressos e e-books, produzidos pelos pesquisadores selecionados por meio de chamada pública. A música ficou sob a responsabilidade do AmaSAX (quarteto de saxofonistas da EMUFPA).

Segundo a professora Roseméri Laurindo, da Universidade Regional de Blumenau (FURB), responsável pelo Publicom, as publicações são de todas Divisões Temáticas da Intercom (Jornalismo; Publicidade e Propaganda; Relações Públicas e Comunicação Organizacional; Comunicação Audiovisual; Comunicação Multimídia; Interfaces Comunicacionais; Comunicação, Espaço e Cidadania; Estudos Interdisciplinares da Comunicação).

“O Publicom vem crescendo a cada edição. A Intercom valoriza esse momento pois as publicações de nossa área em geral são fruto de muito esforço de cada professor-pesquisador. São muitas as dificuldades financeiras para uma obra chegar até uma editora e ter boa circulação”, explica Roseméri.

Ainda de acordo com ela, “os acadêmicos muitas vezes cotizam-se para lançar os trabalhos, pois se preocupam em compartilhar os saberes e resultados de suas atividades de ensino, pesquisa e extensão. Grande parte não tem ganhos financeiros com as vendas, apenas batalha para cobrir os custos de produção. Faz parte de nossa comunidade científica, da Comunicação, o sentido de responsabilidade em fazer circular o que é produzido nas Universidades, nem que a gente tenha que investir um pouco de nossos recursos, até pessoais”.

Muitos congressistas circularam pelo local na expectativa de encontrar bons livros para seus estudos em comunicação. Para a doutoranda Ana Carolina Souza, da UFMG, “o Publicom é o primeiro espaço de encontro do que foi produzido, em termos de conhecimento relacionados ou não com o evento, em pesquisas e teses que foram concluídas e publicadas. É uma grande vitrine para divulgar o conteúdo acadêmico” pontuou a estudante.

Em seu livro: “Publicidade em Xeque: práticas de contestação dos anúncios”, lançado no Publicom, a professora Laura Wottrich, da UFRGS, analisa as mudanças no mercado publicitário e como os consumidores estão reagindo a isso. Segundo ela, a publicidade vem mudando com o passar dos anos e passa a considerar cada vez mais o sujeito, que tem, segundo ela, “capacidade de interpelar a publicidade em tempo real, exigindo publicidade no posicionamento.

Para a professora, publicar seu livro no Intercom veio de um desejo de interagir com diferentes estudantes de graduação, pós-graduação e pesquisadores, podendo, assim, estimular muitos alunos no campo da Publicidade. Para Laura, a publicidade está muito carente na pesquisa. Quando instigada sobre a importância social da publicidade, ela pontuou o seu papel nas construções de identidades: “Ajudam a constituir a ideia de nós mesmos”.

 

Sobre o Publicom

Antes de 2009 o Publicom era realizado em diferentes salas do congresso, por divisões temáticas,  com apresentações semelhantes às comunicações orais de artigos. “Em 2009, no Intercom Regional Sul, promovemos o primeiro lançamento coletivo e já naquele ano, no Congresso Nacional de Curitiba, o evento Publicom ganhou o formato que segue até hoje, dez anos depois”, relembra a professora.

Outra inovação é no portal Intercom, no qual os usuários podem acompanhar o acervo de lançamentos desde 2018. Daqui para frente permanecerá a lista dos lançamentos de cada congresso.

Em tempos de descrédito com a pesquisa, em especial das Ciências Humanas, como a Comunicação, o Publicom é também um grande espaço de resistência.

“Para o professor universitário brasileiro e pesquisador do campo das Ciências da Comunicação, celebrar publicações de forma coletiva é uma demonstração pública de que nossos pesquisadores trabalham para além do que são exigidos em revistas científicas. Trabalham por amor ao ensino e à pesquisa brasileira em Comunicação”, finaliza Roseméri Laurindo.

O Acervo Publicom está disponível para consulta no site do Intercom.

 

Por: Enderson Oliveira, Thiago Favacho e Lucas Contente

Edição: Felipe Florêncio

 

Núcleo de Inovação e Tecnologias Aplicadas a Ensino e Extensão – NITAE2 | Universidade Federal do Pará | Belém-PA.