Conheça a UFPA, instituição que sediará o Intercom 2019

Diversidade, pluralismo e qualidade no ensino e pesquisa são características da Universidade Federal do Pará.

A Universidade Federal do Pará (UFPA), instituição escolhida para sediar o 42º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, está localizada na cidade de Belém, capital do estado do Pará, às margens do Rio Guamá. Com mais de 60 anos de atividades, é responsável por transformar pessoas e realidades da região amazônica.

De 2 a 7 de setembro, os congressistas terão a oportunidade de conhecer um pouco dessa instituição, de espírito ousado e inovador, que possui uma expressiva atuação nas áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Atualmente, a UFPA está entre as 36 universidades brasileiras (a única do Norte) citadas no Ranking de Melhores Universidades do Mundo, publicado pela Times Higher Education. No Brasil, a Instituição é considerada a Melhor Universidade da Amazônia, ocupando a 27ª posição no Ranking Universitário Folha.

Em Belém, as atividades acadêmicas são desenvolvidas em diferentes áreas do conhecimento por meio de 15 Institutos, oito Núcleos, uma Escola de Aplicação e dois Hospitais Universitários gerenciados pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

Entretanto, a atuação da UFPA não se restringe à capital, pois suas ações alcançam 77 municípios paraenses, dentre os quais, 12 possuem campi universitários instalados, reforçando sua característica de ser uma instituição multicampi, considerada a mais interiorizada do Brasil. O grande alcance da UFPA permite que seu número de alunos também seja grandioso: são mais de 53 mil alunos de graduação e mais de 11 mil de pós-graduação.

Para atender a esse número de alunos e às demandas da região e sociedade, a Universidade oferta 89 cursos de graduação, com turmas regulares e intervalares, na modalidade presencial e a distância, bem como 45 cursos de doutorado e 90 cursos de mestrado, nos campi do interior e da capital.

Outra característica marcante da UFPA é a sua diversidade e pluralismo. Desde 2008, a Instituição adotou um Programa de Políticas de Ação Afirmativa, que promove a política de cotas para candidatos negros em todos os cursos, além de possuir o Processo Seletivo Especial (PSE), com reserva de vagas para indígenas e quilombolas.

Está incluída, também, no Processo Seletivo (PS), a oferta de uma vaga, em cada curso, destinada a pessoas com deficiência (PCDs). Outra novidade é que, a partir de 2020, a UFPA realizará um PSE específico para refugiados, asilados, apátridas e vítimas de tráfico de pessoas, o PSE-MIGRE. A proposta visa disponibilizar, anualmente, pelo menos duas vagas suplementares em cada curso de graduação para esse público.

A UFPA investe ainda em diversos programas de assistência estudantil para garantir que todos tenham acesso à Instituição. Tais práticas reforçam o seu compromisso de se manter aberta e plural, com o objetivo de quebrar barreiras sociais, econômicas e físicas para formar e educar cada vez mais e com melhor qualidade.

Além do ensino de graduação, mestrado e doutorado, é oferecida à sociedade uma variedade de produtos e serviços por meio de hospitais universitários, clínicas, laboratórios, museus, teatro, agência de inovação, incubadora de empresas, parque tecnológico em parceria com Governo do Estado do Pará, bem como escritório de assistência jurídica à população.

A produção científica na Universidade também tem sido cada vez mais ampliada, com investimentos em parcerias, convênios e acordos, nacionais e internacionais. Vários grupos e projetos de pesquisa têm sido estabelecidos junto a outras instituições de ensino e órgãos públicos. Dentre as áreas de pesquisa mais destacadas, encontram-se a Genética, as Geociências e as Neurociências.

INTERCOM NA REGIÃO NORTE

É a terceira vez que o evento é realizado na região Norte do país: em 2000 e em 2013, a cidade de Manaus, capital do Amazonas, recebeu o Intercom Nacional. Em 2019, o evento ocorrerá pela primeira vez no estado do Pará, congregando estudantes, pesquisadores e professores atuantes em todo o Brasil, de diversas áreas, para pensar os processos comunicacionais e suas interdisciplinaridades.

O fato de o Congresso ser sediado na região Norte mais uma vez e, ainda, por ser capitaneado por uma Universidade com o perfil dinâmico e plural da UFPA, reforçam a missão da Intercom de se capilarizar pelas diversas localidades do país, expandindo o alcance do conhecimento e das pesquisas desenvolvidas pelos congressistas.

Siga o Intercom 2019 no Facebook e no Instagram (@intercomnacional) para acompanhar as novidades.

Leia também:

Núcleo de Inovação e Tecnologias Aplicadas a Ensino e Extensão – NITAE2 | Universidade Federal do Pará | Belém-PA.